Quando se fala em Serra Gaúcha, para muitas pessoas que não conhecem a região logo vem à mente a memória das construções estilo colonial de Gramado e Canela e outros símbolos arquitetônicos que remetem à colonização germânica.

No entanto, existe outro lado que reserva muito requinte, gastronomia de primeira e atividades turísticas incríveis: o Vale dos Vinhedos, próximo à Bento Gonçalves. Com belíssimas vinícolas, casas de massas e outros atrativos deliciosos, esta região também conta com surpresas que surgiram a partir do legado deixado pelos imigrantes italianos que um dia lá estiveram.

Confira agora dicas imperdíveis que te auxiliarão na hora de programar sua viagem à região do Vale dos Vinhedos: as melhores rotas pra se chegar na região, o que fazer lá e dicas das melhores vinícolas para se visitar!

 

O Vale dos Vinhedos

Uma das regiões sulistas mais famosas no quesito produção de vinhos e espumantes, o Vale dos Vinhedos abrange uma belíssima rota rural que passa por três municípios gaúchos: Monte Belo do Sul, Garibaldi e Bento Gonçalves – sendo este último o maior dos três, e onde acontece também a maior parte do roteiro turístico.

Foto: Instagram Grupo Miolo

O Vale dos Vinhedos foi a primeira região produtora de vinhos do Brasil a receber a “Denominação de Origem” para seus vinhos. Em outras palavras, significa que a região do Vale possui certificação de que suas condições geográficas garantem vinhos de uma qualidade única e especial. Ou seja, quem visita a região não apenas sai encantado com suas belezas, mas também tem a chance de provar vinhos singulares, que não serão encontrados em nenhum outro lugar do mundo!

 

O caminho até o Vale dos Vinhedos

                Bento Gonçalves está situado há cerca de 2h de carro (122km) de Porto Alegre, aproximadamente a mesma distância que Bento Gonçalves se encontra de Gramado (120km).

A cidade faz parte da rota de vinhos do Rio Grande do Sul, sendo possível chegar até o Vale dos Vinhedos por ela através da ERS-444, também conhecida como Estrada de Vindima. Esta é uma das rotas mais recomendadas, com muitas placas informativas e lugares pelo caminho onde você poderá adquirir informações turísticas.

 

Atividades para se fazer no Vale dos Vinhedos

É importante ter em mente que, por se tratar de uma região de vinícolas, a chance de passar o dia provando vinhos é grande. Sendo assim, é necessário manter-se sempre bem alimentado para não “queimar a largada”. Iniciar o dia com um bom café da manhã reforçado é essencial!

Uma dica importante a se considerar na hora de montar o seu roteiro é o tipo de vinícola que você pretende conhecer. Há vinícolas muito conhecidas e de grande produção, como a Miolo e Casa Valduga, e também as familiares, como a Marco Luigi, Dom Laurindo e Angheben. Além disso, há aquelas com perfil mais refinado, estilo “boutique”, como a Lídio Carraro, Barcarola, Almaúnica, dentre outras.

Cada uma delas possui um perfil completamente diferente e irá te proporcionar um tipo de experiência. Caso queira saber mais, aqui você poderá mais informações sobre todas as vinícolas que fazem parte da Associação de Produtores de Vinhos Finos da região do Vale dos Vinhedos.

É possível degustar os vinhos em todas as vinícolas do Sul, e em algumas são oferecidos passeios guiados pelas cavas de vinhos, onde os visitantes poderão ver como é feito todo o processo de produção do vinho, desde a colheita da uva até o engarrafamento e maturação de vinhos e espumantes.

Foto: Vinícola Salton (foto do site oficial)

Além disso, há vinícolas, como a Casa Valduga, Miolo e Salton que inclusive oferecem cursos de degustação de vinhos de, aproximadamente, duas horas. Nestes cursos você terá a chance de passear pela vinícola, degustar os vinhos e ainda aprender mais sobre os aromas, colorações, e como identificar os diferentes tipos de uvas. São cursos ministrados por enólogos, e valem a pena cada minuto da experiência!

 

Vindima

Para quem tiver a oportunidade de visitar a região do Vale dos Vinhedos de janeiro a março não pode perder a Estação Vindima, um delicioso festival que acontece em Bento Gonçalves e comemora o período de colheita das uvas. Por se tratar de um momento muito especial para os trabalhadores envolvidos na vitivinicultura, é uma das épocas do ano mais celebradas na Serra Gaúcha.

Nos meses de janeiro, fevereiro e março diversas vinícolas preparam programações pra lá de especiais para os turistas, que celebram junto à comunidade o resultado do fruto de muito trabalho. Nestes meses, o turista poderá aproveitar as portas abertas e realizar algumas atividades não tão comuns nos passeios que acontecem fora desta estação: participar de atividades da produção clássica dos vinhos como pisar nas uvas, fazer um delicioso piquenique em meio ao vinhedo, tirar fotos com os cachos de uvas cheios, dentre outras atividades.

É um período regado a muita bebida e fartura, dignos de celebração do maior produto não apenas comercial, mas também cultural e histórico da região: o vinho!

Bom, já deu pra ficar um pouco mais claro do quanto esta fantástica região possui atrativos incríveis pra se conhecer. E ainda nem falamos de todos! Pode ser realmente desafiadora a ideia de conhecer tudo em apenas um dia, mas é possível. Para isto, é indispensável um roteiro previamente planejado, a fim de que seja possível desfrutar com tranquilidade o que a região tem de melhor: seus vinhos, sua consagrada gastronomia e paisagens exuberantes!

 

Onde se hospedar

A fim de aproveitar todas as atrações da região da Serra Gaúcha, é muito importante que a escolha do hotel seja baseada na boa localização e em opções de quartos confortáveis, para que você possa descansar bem entre um passeio e outro.

 Zermatt Hotel, em Gramado, é o lugar certo para quem procura um hotel com excelentes acomodações para toda a família e diárias com valores acessíveis! Sem, claro, abrir mão da ótima localização e tranquilidade da natureza exuberante que Gramado possui.

Os Zermatt possui diversas opções de acomodações, bastante amplas e que possuem ventiladores de teto e Wi-Fi gratuito, TVs com tela plana e frigobar. Para os mais exigentes, há opções de acomodações mais equipadas, que incluem áreas de estar com lareira, e são perfeitas para as noites de frio e romance!

O Hotel possui também um delicioso e farto café da manhã, sendo considerado um dos melhores da cidade por seus hóspedes. Com produtos caseiros e fresquinhos da região da Serra Gaúcha, é sempre lembrado pelos hóspedes nas avaliações do TripAdvisor e Google, e também por o atendimento de primeira e localização privilegiada, próxima ao centro da cidade.

O Zematt oferece ainda serviço de informações turísticas e vendas de ingressos de espetáculos da cidade, tudo para deixar a sua estadia ainda mais completa e cheia de facilidades!

Faça uma simulação da sua reserva ou escreva para nós no WhatsApp.