Os turistas que visitam a serra gaúcha certamente passarão por experiências gastronômicas inesquecíveis. As opções, que prometem agradar a todos os paladares, passam pela cultura local, comidas artesanais e traços fortes das influências europeias. Vem com a gente e acompanha umas boas dicas do que comer em Gramado e Canela.

Nossa primeira dica é típica da França e da Suíça e se tornou muito popular no inverno. O foundue que reúne amigos e casais românticos e pode ser consumido de diversas formas, numa mesa à luz de velas para dois ou numa roda de amigos.  O fondue já é uma comida típica, mas Gramado a reinventou ao seu estilo único. Resumindo: ponto alto da gastronomia local, não pode faltar na sua viagem.

O que e onde comer em Gramado

 Opções não faltam e a comida pode ser apreciada por meio de várias opções, doces e salgadas, nos diversos restaurantes e bares de Gramado.

Locais como o Le Chalet de la Foundue onde o fondue é servido numa espécie de rodízio, começando com diversas opções de molhos e acompanhamentos salgados e finalizando com diversas opções doces com chocolates e frutas. Quem visita o restaurante vai sentir como se estivesse em um chalé dos Alpes Suíços. O local também conta com outras opções de pratos e uma excelente carta de vinhos.

O restaurante Le Petit Clos tem o orgulho de ser o primeiro restaurante a servir foundue em Gramado. Sua tradição no preparo desse prato faz do estabelecimento um dos mais requisitados por quem procura a comida. Sua aconchegante lareira é um convite aos turistas no inverno.

O chocolate de Gramado é também muito conhecido e procurado por quem visita a cidade. É difícil escolher onde o doce será consumido, tamanha a variedade de chocolatarias e diversidades de sabores.

Algumas lojas de fábrica vão além de apenas vender a iguaria, mas também funcionam como verdadeiras galerias de arte do chocolate.

O Mundo de Chocolate é um parque voltado ao universo do chocolate. Além de poder provar os doces feitos por chefs chocolatiers, é possível apreciar as esculturas, tal como a Torre Eiffel de 4,22 metros de altura e feita com 800 kg de chocolate. Quem visita o local tem acesso a mini fábrica da chocolate Lugano. Lá é possível colocar a mão na massa e confeccionar a sua versão do doce.

 

Outro espaço temático, onde é possível provar muitos chocolates de qualidade é o Reino do Chocolate. Com parquinho, túneis e uma decoração voltada a florestas, a produção dos doces é artesanal e pode ser vista pelos clientes. Conhecer o processo de produção traz aos chocólatras muita satisfação.

A loja de fábrica da Chocolate Planalto oferece aos clientes a possibilidade da realização de visitas guiadas, nas quais será possível conhecer passo a passo os processos de produção e também permite que o visitante fabrique seu chocolate na mini fábrica. Quem visita a loja conceito da marca pode também apreciar outros tipos de doces, bebidas quentes e lanches.

Mas onde comer em Gramado, se não procuro algo voltado aos pratos típicos de inverno como o foundue e o chocolate? Não podemos esquecer que estamos no Rio Grande do Sul e como tal, não poderíamos deixar de fora o tradicional churrasco gaúcho.

Quem está na região de Gramado e Canela encontra pelo caminho muitas churrascarias de rodízio e também aquelas que oferecem os tradicionais churrascos de chão e costela no bafo.

Na churrascaria El Cordero, por exemplo, a especialidade é a carne de cordeiro. Os cortes especiais são trazidos dos antepassados que viviam nos pampas gaúchos e uruguaio, garantindo uma nova experiência gastronômica e fugindo um pouco da carne bovina.

A mais famosa é a Garfo e Bombacha, com apresentações típicas de danças gaúchas de encher os olhos.

20141017_214552

Se a sua opção é um jantar em Gramado nos moldes mais requintados e elegantes, bem provável que você vai adorar o restaurante George III. Com opções de saladas, peixes, massas, carnes, aves e muito mais da cozinha internacional. A arquitetura do local é um show a parte. Toda inspirada no Palácio de Buckingham em Londres, cada detalhe foi pensado para que o cliente se sinta na Inglaterra do século 18.

Voltando aos pratos regionais gaúchos, o galeto é uma das comidas típicas de Gramado e Canela e está presente em todos os locais de colonização italiana. Alguns críticos colocam uma das receitas, o galeto ao primo canto, entre os três pratos principais do Rio Grande do Sul.  Não é à toa que as galeterias se espalharam por toda a serra gaúcha.

A Galeteria Nanoma em Canela ou o Galeto Nonna Tena em Gramado são lugares onde é possível provar essa tradicional iguaria gaúcha. Já que estamos sobre influência gastronômica italiana, impossível não lembrarmos das tradicionais cantinas.

As tradicionais decorações, com toalha xadrez, fitas nas cores da Itália: verdes, brancas e vermelhas, nos transportam ao país europeu e nos conquista pela simplicidade e pelo excelente sabor. As massas, queijos, vinhos e demais pratos típicos são um convite ao paladar. Impossível entrar num desses lugares e manter o regime ou moderação. As Mammas e Nonnas sabem mesmo nos conquistar pela barriga.

Caso esteja em Gramado e pretenda comer uma pizza em um lugar diferente do habitual é recomendável que você conheça a pizzaria Cara de Mau. O restaurante temático é todo decorado como um navio pirata. A fachada já nos remete a um convés. Dentro do estabelecimento, a decoração é ainda mais interessante e descontraída, passando a impressão de estarmos em alto mar ou fazendo parte do filme Piratas do Caribe.

carademau

Os traços da imigração europeia na cultura local de Gramado e cidades da Serra Gaúcha é evidente. Alguns desses filhos e netos de imigrantes mantém até hoje as tradições e costumes, preparando comidas e bebidas artesanais como pães, doces, queijos, embutidos, vinhos e cachaças.

Todas essas delícias podem ser encontradas no centro da cidade. A Casa do Colono é uma construção rústica que fica ao lado da rodoviária. No lugar estão presentes diversos artesãos e produtores caseiros de comidas típicas.

Os preços são muito acessíveis e a variedade é muito grande. É quase impossível passar pelo local e não levar alguma guloseima. Os pães, cucas e strudels são excelentes pedidas para o café da manhã ou da tarde. Fique atento à época da sua viagem para saber em quais dias os fornos centrais estão funcionando.

17498571_1813359625651742_1958522847892666557_n

Viajar para Gramado e arredores é viver experiências gastronômicas inesquecíveis. É praticamente impossível não se render à essas delícias.

Onde ficar em Gramado

 Para aproveitar todas as dicas de onde comer em Gramado, além das muitas outras atrações turísticas em Gramado e Canela, nada melhor que repousar num hotel com boas opções de quartos para famílias.

Aqui também fica o Zermatt Hotel, a melhor opção para quem busca hotel em Gramado com excelentes acomodações para toda a família e diárias que cabem no seu bolso.

Além de muito confortável, o hotel é refúgio nas noites mais frias. A calefação liga automaticamente aos 13ºC.

Os 61 quartos do Zermatt são bastante amplos e possuem ventiladores de teto e Wi-Fi gratuito, TVs com tela plana e frigobares. Os quartos de categoria mais alta incluem áreas de estar.

O buffet de café da manhã é cortesia e servido em mesas individuais na sala de jantar. Há também uma sala de jogos e um lounge com lareira. O estacionamento é gratuito para os hóspedes.

Não é só a localização o forte do Zermatt: café da manhã recheado de delícias caseiras de Gramado e nosso atendimento atencioso, que vai te ajudar a curtir a cidade com as melhores dicas, também.

Faça uma simulação da sua reserva ou escreva para nós no WhatsApp.